Índice do MSCI para moedas emergentes chegou a cair cerca de 0,6%, caminhando para seu pior dia desde 13 de agosto.

Por Reuters

04/10/2018

Os ativos dos mercados emergentes recuavam nesta quinta-feira (4) após aumento nos rendimentos dos títulos dos Estados Unidos ter reduzido a atratividade de moedas e ações de alto rendimento, com a rúpia indiana caindo para nova mínima recorde.

A expansão da economia dos Estados Unidos levou a múltiplos aumentos da taxa de juros pelo Federal Reserve este ano, impulsionando o dólar e elevando os rendimentos dos Treasuries a picos de vários anos.

O índice do MSCI para moedas emergentes chegou a cair cerca de 0,6%, caminhando para seu pior dia desde 13 de agosto.

As ações emergentes recuaram quase 2%, a caminho do pior dia em mais de seis meses lideradas por quedas nos principais índices acionários da Índia .

Os principais índices acionários na Coreia do Sul, Rússia e Turquia recuaram.

“Uma dinâmica simples está ocorrendo agora na economia global – os Estados Unidos estão crescendo, enquanto a maior parte do resto do mundo desacelera ou mesmo fica estagnada”, disse Kevin Logan, economista do HSBC.

“Um Federal Reserve que está elevando os juros para impedir o superaquecimento da economia dos EUA está restringindo as opções de países onde as condições financeiras estão se apertando e as tensões comerciais se intensificando.”

A lira turca continuava sua queda um dia após dados mostrarem que a inflação anual subiu para quase 25% em setembro, seu nível mais alto em 15 anos.

A rúpia indiana atingiu uma mínima recorde de 73,8125 por dólar. O aumento dos preços do petróleo contribuía para os problemas da moeda, com os investidores aumentando as apostas de que o banco central aumentará a taxa de juros mais agressivamente do que o esperado na sexta-feira.

Amaril Franklin CTV Ltda